Conflito das gerações BB, X e Y

O consultor Sidnei Oliveira falou sobre Conflito das Gerações na palestra que realizou ontem (22 de novembro), para um grupo de funcionários de uma grande Cia Aérea brasileira. Ações essas elogiáveis pois se trata de um programa interno: Semana do Desenvolvimento.

Sidnei Oliveira, autor do livro Geração Y - O Nascimento de uma Nova Versão de Líderes, tratou da convivência de diferentes gerações — na sociedade e dentro das empresas – e apontou as possibilidades de diálogo e aprendizado mútuo entre os grupos de faixas etárias diferentes
________

Antes do resumo da palestra, gostaria de agregar  a minha visão sobre essa denominação de geração BB, X ou Y com outros fatores: 

Toda Geração tem que ser assim:  G + PL * A = SPOC 

SPOC = Sua geração mental (G) + Plano de Carreira (PL) * Quantidade de atitude (A) = Sucesso Profissional Ordenado e Contínuo.

Dogmas, quero ser chefe agora, tem muito mais à aprender do que criar uma base fraca que se desmorona por falta de habilidade com pessoas no futuro, sejam clientes internos ou externos.

Nem tanto ao liberalismo, nem tanto ao conservadorismo, tudo com SPOC.

Ps.: Estão vendendo uma imagem burguesa de que todo devam chegar mandando, não se esqueçam que outras gerações à sua época Ex.: "hyppies = yupies" / criaram verbos novos e atitudes revolucionárias, porém, se enquadraram num processo contínuo da evolução da nossa espécie, onde quem tem atitude vence mais dos que exigem de mais e fazem pouco.

Outro detalhe: Tem espaço para toda essa geração da maneira como estão vendendo para eles? Me parece que tem mais vendedor do que comprador, aí, a lei do mercado capitalista ajusta as gerações, acelerando o Crescimento orgânico (organizado ou não) da sociedade, com sempre foi!

Considerações de: FreiGuth
_____

O palestrante destacou algumas das principais características dos jovens de até 30 anos, que costumam ser chamados de integrantes da “Geração Y”:
• São multitarefa: ou seja, fazem tudo ao mesmo tempo. Estudam, ouvem música, batem papo nos softwares de mensagens instantâneas, falam ao celular, e assistem à televisão, tudo simultaneamente. 

O consultor afirmou que é um engano pensar que esses jovens não conseguem se concentrar em meio a esse turbilhão de atividades concomitantes. Oliveira lembrou que, com a enorme quantidade de informações e de novas tecnologias disponíveis hoje, a educação das crianças se tornou completamente diferente. As ações múltiplas fazem parte da rotina delas – o que não acontecia com os seus pais. ( NÃO? )

• Estão sempre conectados: seja no celular ou no computador, os membros da Geração Y estão a todo tempo interagindo com outras pessoas, por meio de diversas plataformas, como as redes sociais.

• Querem flexibilidade: comportamentos e padrões característicos das gerações veteranas não necessariamente se aplicam a esses jovens. O desafio para Gestão de Pessoas é extremamente complexo nesse sentido.

Querem novos desafios, e rápido: estagnação definitivamente não costuma atrair essas pessoas.

Oliveira ressaltou que, embora essas características predominem em pessoas de até 30 anos, elas são cada vez menos exclusividade dessa faixa etária. "Ter espírito jovem depende cada vez menos da idade que se tem", afirmou. O palestrante comentou ainda que existe uma geração que ele chamou de “forever young” , idosos que mantêm o interesse por coisas atuais. Esse grupo está, por exemplo, descobrindo a internet e recursos eletrônicos – o interessante é que eles fazem quando os mais jovens já estão utilizando recursos muito mais avançados.

O palestrante apresentou o vídeo Did you know (http://www.youtube.com/watch?v=5o9nmUB2qls ) e o utilizou como apoio para falar sobre momentos de mudança, especialmente o de mudanças exponenciais que atravessamos atualmente. Ele ressaltou que essas situações sempre trazem incertezas, medos, resistência, mas são inevitáveis. Há que se preparar e enfrentá-las, para que a adaptação seja a melhor possível.

Ele lembrou ainda que estamos em um momento em que várias gerações convivem, devido ao fato de a longevidade ter se tornado mais comum – as pessoas estão vivendo mais e têm uma vida produtiva mais longa.

E destacou que hoje a maioria dos programas de trainees das empresas está sendo reformulada porque se exige do trainee que, em prazo curto, ele se torne gerente. Assim, as pessoas de menos de 30 anos são muito diferentes das mais velhas. Essa nova geração tem uma formação diferente de quem já está no mercado – são, por exemplo, mais focados na carreira .
______________

E a sua opinião? Concorda,? Sabia disso? 

Um Abraço