Mais Conhecimento

Blog Crawler Media

sábado, 19 de junho de 2010

FEMPROPOREX, FLUOXETINA, FUROSEMIDA, CASCARA SAGRADA, METIONINA, THIOMUCASE, DIAZEPAM , PASSIFLORA, TRIAC / TIRATRICOL,

FEMPROPOREX
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Femproprorex é um medicamento de uso controlado da classe das anfetaminas. É utilizado como coadjuvante no tratamento da obesidade, por seu efeito anorexígeno. Age inibindo o centro da fome hipotalâmico, tendo como neurotransmissor a noradrenalina.
O Brasil é maior produtor e consumidor dessa substância no mundo, segundo o relatório da ONU de 2009 sobre drogas psicotrópicas e medicamentos controlados, o Brasil produziu 72% desta substância comercializada no mundo[carece de fontes?].

Femporporex é uma uma anfetamina pesada e com poder de dependência muito forte, é proibida em muitos países do mundo. Existem outras alternativas mais seguras para o tratamento da obesidade como a anfepramona (também é uma anfetamina, entretanto o seu poder de efeito é muito mais preciso e seguro) e o Mazindol (um inibidor de apetite que não pertence as classes da anfetamina).

Seus efeitos colaterais geralmente são boca seca, insônia e irritabilidade. É extremamente contra-indicado para pessoas com distúrbios cardiacos, incluindo hipertensão arterial moderada. O femproporex nunca chegou a ser aprovado pela FDA.[1] 

FLUOXETINA
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 

Fluoxetina é um medicamento antidepressivo da classe dos inibidores selectivos da recaptação da serotonina.[1][2] Suas principais indicações são para uso em depressão[3] transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e bulimia[4] É utilizado na forma de cloridrato de fluoxetina, como cápsulas ou em solução oral. moderada a grave,

Foi sintetizada e comercializada inicialmente pela companhia farmacêutica Eli Lilly com o nome Prozac®.[5] Atualmente é comercializada no Brasil e em Portugal por vários laboratórios como medicamento genérico, estando sujeita a receita médica (ou até mesmo a retenção da receita).

A patente da Eli Lilly sob o Prozac expirou em agosto de 2001,[6]genéricos ao mercado. Só nos Estados Unidos, mais de 21,7 milhões de prescrições genéricas foram efectuadas em 2006, colocando-a na terceira posição entre os antidepressivos mais receitados, após a sertralina e o escitalopram.[7 


FUROSEMIDA
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O fármaco furosemida, também conhecido pelo nome comercial Lasix®, é um medicamento da classe dos diuréticos da alça que atua na Alça de Henle, que aumentam de forma intensa a excreção de urina e sódio pelo organismo. A sua principal utilização é na remoção de edema causado por problemas cardíacos, hepáticos ou renais. 


CASCARA SAGRADA
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A cáscara sagrada (Rhamnus purshiana) é uma planta medicinal, originária da floresta de coníferas do noroeste da América do Norte. Tem propriedades laxativas devido aos compostos antraquinônicos presentes na planta, devido a esta razão é indicada nos casos de constipação intestinal. 


METIONINA
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A metionina é um dos aminoácidos codificados pelo código genético, sendo portanto um dos componentes das proteínas dos seres vivos.

É um codão de iniciação na síntese protéica. Para se formar uma proteína, este codão do DNA é lido em primeiro lugar pela célula, marcando o ponto de início da síntese.

Informação ExtraA Metionina é um antídoto para a intoxicação com paracetamol, que age impedindo danos no fígado pelo aumento da sintese de uma substância chamada glutation. 


THIOMUCASE
A thiomucase é um enzima do grupo das hialuronidases q tem como objetivo reduzir a viscosidade e aumentar a permeabilidade dos tecidos, promovendo a reabsorção de fluidos subcutâneos.

Por ter esta propriedade a thiomucase é utilizada no tratamento da celulite e edemas. No geral funciona como um "diurético" . Eh utilizado principalmente por mulheres na fase menstrual pra combater edemas e mastalgia
Fonte: Internet/fórum aberto 


DIAZEPAM
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O diazepam (comercializado pelo laboratório Roche no Brasil com o nome de Valium) é fármaco pertencente a família dos benzodiazepínicos. É um pó cristalino, heterocíclico, usado como ansiolítico, anticonvulsivante, sedativo e relaxante muscular.[1]

O diazepam é freqüentemente indicado para o tratamento da insônia, convulsões e espasmos musculares.[2] Também é utilizado antes de alguns procedimentos clínicos ou exames, tais como a endoscopia e tomografia, para reduzir a ansiedade no paciente e antes de procedimentos cirúrgicos para produzir uma amnésia anterógrada. 


PASSIFLORA
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Passiflora é um género botânico de cerca de 500 espécies de plantas, pertencente à família Passifloraceae. São, em sua maioria, trepadeiras; algumas são arbustos, e algumas poucas espécies são herbáceas e são mais conhecidas pelo seu fruto, o maracujá.

O gênero Passiflora é originário da América do Sul e tem no Centro-Norte do Brasil, o maior centro de distribuição geográfica. Existem várias espécies no gênero, que também é conhecido popularmente como Maracujá. O Brasil é o maior produtor mundial de maracujá, cultivando cerca de 35.000 ha e produzindo mais de 485 mil toneladas de frutos.

Seu uso principal, está na alimentação humana, na forma de sucos, doces, geléias, sorvetes e licores. Os frutos do maracujazeiro doce são consumidos principalmente ao natural, possuem aroma agradável, baixa acidez, elevados teores de sólidos solúveis totais, alto valor nutritivo, tamanho e aparência externa, o que os torna bem aceitos pelos consumidores.

O suco do maracujá é conhecido pelo seu valor nutricional, como também por seu sabor exótico, muito apreciado, sendo boa fonte de pró-vitamina A, niacina, riboflavina e ácido ascórbico. 


TRIAC / TIRATRICOL
Fonte: http://www.copacabanarunners.net/tiratricol.html

O Tiratricol, também conhecido como TRIAC, é um análogo a hormônio da tireóide. Ele é indicado para o controle da síndrome da resistência ao hormônio da tireóide e usado em combinação com levotiroxina para suprimir a produção de hormônio estimulador da tiróide em pacientes com câncer da tireóide.

O tiratricol foi amplamente comercializado como auxiliar de emagrecimento sob vários nomes comerciais, porém em 1999 e 2000 os órgãos que regulam medicamentos dos Estados Unidos e Canadá alertaram o público sobre os perigos dos suplementos e fórmulas de emagrecimento contendo tiratricol. Os efeitos perigosos à saúde provocados pelo tiratricol incluem infarto, derrame cerebral e morte súbita.

Atualmente o tiratricol não é aprovado para venda nos Estados Unidos e Canadá. Tiratricol já foi aprovado no Brasil, porém sua comercialização foi suspensa pela Anvisa em 2003 depois de alerta do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). 


Alerta do Idec sobre o tiratricol
Em 2003 o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) divulgou alerta sobre os perigos do tiratricol, o qual acabou resultando na proibição da sua comercialização pela ANVISA. O Idec alertou que o tiratricol usado em fórmulas para emagrecimento poderia provocar sérios riscos para a saúde, incluindo taquicardia, palpitações, enfarto agudo do miocárdio, derrame cerebral, insônia, depressão, vômitos, diarréia severa, reações alérgicas e até mesmo morte súbita. O tiratricol só seria adequado para tratamento de pacientes com câncer na tireóide quando a produção dos hormônios T3 e T4 fosse interrompida.
________________________
Todas as informações acima são meramente informativas e foram reproduzidas de fontes disponíveis na Internet. O seu propósito e interpretação não são de responsabilidade dos editores desse Blog e não podem ser utilizadas como qualquer tipo de indicação médica e/ou correlatos.

Não será permitido comentário sobre esse artigo.
________________________
Os artigos publicados no Blog são de fontes próprias e/ou compartilhados de Blogs/Sites relevantes. Tecnologia do Blogger.